Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Love and Other Disasters

Love and Other Disasters

Coisas que só acontecem no metro

Ia eu ontem com o meu irmão, no metro para ver o The Hobbit, numa daquelas nossas conversas que tanto irritam os meus pais.

Ele vira-se para mim e diz: Ali naquela estação está escrita uma frase em que dizem «tão somente»

Eu: E...?

Ele: Nem sei o que isso quer dizer, é um bocado complicado, não?

Eu: Quer dizer "apenas".

Ele: Então porque raio não escrevem só "apenas"? É mais fácil para as pessoas perceberem...

Eu: Porque aquilo é uma frase de um autor, não podem mudar.

Ele: Mas é de um autor português?

Eu: Sim...

Ele: Mas porquê é que o autor não usa "apenas", era muito mais fácil. Que mania de complicar.

Eu: Espera-se que os autores utilizem um vocabulário que passe o básico..

 

E lá continuávamos nós nesta conversa da treta, com o meu irmão a insistir no "apenas" e a parecer um miúdo na idade dos "porquês", quando reparo que o rapaz à nossa frente está a rir e já não consegue mesmo disfarçar. Logo, eu parti-me também a rir. O meu irmão aí percebeu que estava claramente a ser gozado por um rapaz que não conhecia de lado nenhum e ficou um bocado embaraçado.

Resultado?

Passou o resto da noite a dizer-me "Vai lá buscar o teu amigo do metro para se rirem mais um bocadinho de mim, isso teve piada".

 

1 comentário

Comentar post